Desfralde: um dos grandes marcos do desenvolvimento da criança. Ele é também um dos primeiros passos rumo à autonomia, já que é um momento no qual a criança descobre algo que depende exclusivamente dela e do seu próprio corpo.

Por ser um momento tão delicado, é preciso ter cuidado para não tornar essa uma atividade penosa e traumática. Não existe uma idade certa para aprender a fazer xixi e cocô no penico ou na privada. Mais do que a idade, é preciso prestar atenção aos sinais que a criança dá.

Só inicie o processo do desfralde quando a criança mostrar que está preparada. Procure identificar no seu filho a vontade de se tornar mais independente.

Veja abaixo alguns desses sinais. Você não precisa ter marcado absolutamente todos para começar. 

Sinais físicos:
► Anda com firmeza, e até consegue correr.
► Faz bastante xixi de cada vez (e não de pouquinho em pouquinho).
► Faz um cocô razoavelmente sólido, em horários mais ou menos previsíveis.
► Fica “seco” por pelo menos três ou quatro horas.

Sinais de comportamento:
► Consegue ficar sentado na mesma posição por entre dois e cinco minutos.
► Consegue abaixar e levantar as calças.
► Fica incomodado quando a fralda está suja ou molhada
► Demonstra interesse nos hábitos de higiene (gosta de observar os outros irem ao banheiro ou quer usar cueca ou calcinha).
► Dá sinais físicos ou verbais quando está com vontade de fazer cocô, seja avisando você ou fazendo aquela carinha de que está com vontade de ir ao banheiro.
► Mostra interesse em ser mais independente.
► Fica orgulhoso com suas próprias conquistas.
► Não demonstra resistência à ideia de usar o penico ou a privada.
► Está numa fase em que gosta de colaborar, e não numa fase “do contra”.

Sinais cognitivos:
► Consegue seguir instruções simples, como “vá pegar aquele brinquedo”.
► Entende que cada coisa tem o seu lugar.
► Tem palavras para xixi e cocô.
► Pode compreender que tem um objetivo (ir ao banheiro) e consegue se lembrar dele.
► Entende os sinais físicos de que está com vontade de ir ao banheiro, e consegue pedir para ir (ou até segurar a vontade um pouco).

Em um período de adaptações, é importante ter uma boa noção do que se está fazendo. Por isso, seguem aqui algumas dicas para ajudar nesse processo tão importante:

  1. O equipamento: O bom e velho penico dá mais segurança à criança. Ela também pode sentir que o penico é “dela” e ficar mais à vontade com ele. Usar um adaptador de vaso sanitário pode ser mais prático, já que evita as lavagens constantes que o uso do penico exige, mas é aconselhável usar o adaptador para quando a criança já estiver mais acostumada. Além do penico, também fazem parte do “equipamento” calcinhas e cuecas. Compre peças bem legais e diga à criança que agora ela já está grandinha e pode usar roupas de baixo como a mamãe e o papai. Se quiser, pode levá-la para comprar junto com você e deixá-la escolher o que mais gostar.
  2. Facilite as coisas: Na época do desfralde, é melhor não usar macacões ou cintos. Coloque uma roupa que a própria criança consiga abaixar para usar o penico. Compre cuecas e calcinhas largas. Também é uma boa ideia deixar o penico em um lugar fácil, já preparado, e manter a porta do banheiro aberta. O xixi e o coco podem vir sem muito aviso, e é preciso agilidade.
  3. Primeiro a fralda diurna: Comece tirando a fralda no período diurno. Tirar a fralda noturna de uma vez pode até dar certo, mas o risco de acidentes à noite é bem maior. Depois que seu filho se acostumar a ficar sem fralda durante o dia, comece a observar se, quando ele acorda, a fralda está molhada. Tire a fralda noturna quando perceber que ele está acordando quase sempre com a fralda seca.
  4. Incentive e comemore: Pode até não parecer, mas essa é uma grande conquista para seu filho. Portanto, é bem importante incentivar e comemorar cada vez que ele pedir para ir ao penico. Faça festa, comemore e dê os parabéns, para que ele se sinta motivado a continuar.
  5. Use a diversão: Tudo fica mais fácil com crianças se elas estiverem se divertindo. Se ir ao penico for uma atividade divertida para elas, o desfralde será mais fácil e rápido. Vale de tudo: dar tchau ao coco, brincar com bonequinhos fazendo xixi e cantar musiquinhas. Faça do banheiro um lugar divertido também, com livrinhos e alguns brinquedos, para a criança se sentir à vontade.
  6. Pergunte sempre: No começo, é provável que a criança não tenha muito controle e não saiba quando pedir para ir ao banheiro. Uma boa dica é perguntar de hora em hora se ela quer ir. Algumas crianças começam a fazer xixi e só depois dizem que querem usar o peniquinho. Depois de um tempo, você verá que elas mesmas irão pedir quando precisarem.
  7. Primeiro sentado, depois em pé: O xixi e o coco podem vir juntos, e nem sempre a criança sabe dizer o que ela quer fazer. Então o mais prático, no começo, é fazer sempre sentado, mesmo no caso dos meninos. Além disso, é mais fácil, já que não é preciso “acertar a pontaria”. Depois que ele já estiver craque no xixi sentado, proponha que ele faça em pé, igual ao papai. Pode usar um banquinho para isso.
  8. Converse: Crianças gostam e precisam de explicações. Isso pode começar mesmo antes do desfralde, explicando que um dia ela deixará de usar fralda para usar o vaso sanitário como você. Explique o que é a descarga, o papel higiênico e todo o processo.
  9. Tenha paciência: Tornar essa uma atividade pesada pode atrasar o processo todo por meses. Por isso, não adianta perder a paciência ou ficar com raiva cada vez que o xixi escapar do penico ou que a criança esquece-se de pedir. Acidentes acontecem e o desfralde exige paciência, como qualquer atividade com crianças.

    Equipe Lápis de Cor – Baby
Entre em Contato e Venha Visitar a Lápis de Cor Baby

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *